Governo anuncia testagem em massa na população de Roraima para detectar Coronavírus

 Governo anuncia testagem em massa na população de Roraima para detectar Coronavírus

Testagem inicia pelos servidores públicos que atuam na rede estadual

Compartilhe nosso conteúdo

O Governo informou que realizará testagem em massa na população de Roraima para detectar a COVID-19. O anúncio ocorreu nesta quarta-feira, 26, durante coletiva de imprensa em Boa Vista.

Ao todo serão disponibilizados 240 mil testes rápidos que serão aplicados em duas fases. Inicialmente, serão aplicados 120 mil testes rápidos, coleta de dados e mapeamento sobre o índice de transmissão. Cada teste foi adquirido pelo governo pelo valor de R$ 16,80, oriundos de recursos do Plano de Enfrentamento da doença no Estado.

A testagem iniciará nesta quinta-feira, 27, para os servidores de todas as 24 unidades de saúde estaduais, a partir 9h. As ações seguem até o dia 30. Após essa primeira etapa, será mantida a programação que inclui ações na capital e no interior.

O secretário de Saúde, Marcelo Lopes, explicou que o enfrentamento da doença é feito conforme o cenário em que se apresenta e por esta razão as medidas de combate são executadas de maneiras diferentes e em momentos distintos.

“Avançamos na medida em que os registros de óbitos começaram a diminuir, mas existia a necessidade de fazer essa testagem em massa, pois é preciso saber exatamente como está o nível de transmissão da doença, saber se Roraima alcançou um bom índice de imunidade e com isso ter as informações reais sobre a situação do Estado nesse momento da pandemia”, esclareceu.

REVOGAÇÃO DO DECRETO

Também foi anunciado a revogação do Decreto 28.635-E, que determina o retorno das atividades presenciais nas secretarias e órgãos do Governo, a partir do dia 31 de agosto.

O secretário de Saúde justificou que atualmente Roraima tem condições sanitárias para a retomada das atividades presenciais de forma segura e seguindo todos os protocolos de segurança.

Os profissionais que fazem parte do grupo de risco (pessoas com 60 anos ou mais de idade, doentes crônicos, imunodeprimidos, gestantes e puérperas) não retornam neste momento.

RETORNO DAS AULAS

Ainda não há previsão para o retorno das aulas da Rede Estadual de Ensino, confirmou a secretária de Educação, Leila Perussolo. Entretanto, está em fase de elaboração um protocolo de retorno, levando em consideração a saúde dos funcionários e alunos.

O governador Antônio Denarium disse que é preciso ter maior segurança que as escolas abram as portas. “Só voltaremos com as aulas presenciais quando conseguirmos garantir todas as condições materiais e de segurança para nossos professores, servidores e alunos”, reforçou.

Bruna Cássia

Você também vai gostar de ler

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x