Imigrantes buscam espaço para se regularizarem no Brasil

 Imigrantes buscam espaço para se regularizarem no Brasil

Todos os dias centenas de imigrantes buscam o posto de triagem e interiorização no bairro 13 de setembro (Foto: Operação Acolhida)

Compartilhe nosso conteúdo

Por: Elivane Freitas /

O posto de triagem da Operação Acolhida realiza vários tipos de serviços para os imigrantes. Entre os serviços está o de interiorização para aqueles que querem buscar uma oportunidade em outros estados do país.

Todos os dias centenas de imigrantes buscam o posto de triagem e interiorização no bairro 13 de setembro. A cena se repete há dois anos, quando o local foi montado para dar suporte e oferecer serviços para venezuelanos e haitianos se regularizarem no brasil.

Os serviços mais procurados são a solicitação de refúgio, residência temporária, emissão de cpf, cadastro para o processo de interiorização, cadastro para vaga em um dos 12 abrigos do estado para imigrantes, que atualmente se encontram com cerca de 6.500 venezuelanos. Além disso, eles podem se qualificar nos mais de 80 cursos de capacitação e educação que estão sendo ofertados nesse período de pandemia.

Para permanecer legalmente no país, eles precisam se regularizar e tirar novos documentos como a carteira de identidade. Os serviços que são gratuitos são realizados com apoio de órgãos públicos, agências e militares da operação acolhida.

A venezuelana Maria Ramirez, procurou o posto de triagem para renovar a documentação e se legalizar aqui em Boa Vista.

Eu quero permanecer legal aqui na cidade, isso é importante porque se a pessoa precisar fazer algum tipo de atendimento na saúde ou de trabalho, por exemplo consegue”, disse, Maria.

Segundo o Coronel e Chefe do Centro de Coordenação e Interiorização, Emílio Brandão, a operação acolhida em dois anos atendeu cerca de 40 mil pessoas que já foram interiorizadas. A ideia agora é preparar todos que vão participar do processo para o mercado de trabalho.

O imigrante, ele é interiorizado por quatro modalidades, pode estar por exemplo abrigado aqui em Boa Vista, em Pacaraima ou ir para um outro abrigo dentro do Brasil. E no momento que o imigrante vai para esse abrigo, ele já está interiorizado, pode ir por reunificação familiar ou reunificação social. O imigrante, pode também ir sozinho, por vaga de emprego. A partir disso, descobrimos a necessidade de capacitar esse pessoal, então foi criado o nosso centro de educação e capacitação pra qualificá-los e permitir que tenham a melhor possibilidade quando interiorizados”, explicou, o Coronel Emílio.

Bruna Cássia

Você também vai gostar de ler

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x