Departamento de Turismo faz recomendações para garantir cuidados com a saúde e evitar aglomerações

 Departamento de Turismo faz recomendações para garantir cuidados com a saúde e evitar aglomerações

Serra do Tepequém lotada no último fim de semana. (Foto: Twitter/ Ktmmelo)

Compartilhe nosso conteúdo

A retomada das atividades do comércio e do turismo em várias regiões do país tem sido feita de forma gradual. O turismo foi uma das áreas mais afetadas durante a pandemia do coronavírus.

O retorno do turismo possibilitou aos amantes de viagens e passeios buscarem aos finais de semana ou feriados, amenizarem o tempo que estiveram em casa, em isolamento social. Os turistas estão valorizando os pontos turísticos do estado e se aventuram em serras, cachoeiras e outras belezas naturais de Roraima.

O diretor do Departamento de Turismo de Roraima, Bruno Brito, recomenda que é preciso fazer um planejamento antes de realizar os passeios, para evitar aglomerações como a do último feriado na Serra do Tepequém, município de Amajarí.

 “O mais recomendado é fazer um planejamento, até porque temos vários recursos turísticos em nosso Estado. A Serra do Tepequém é um dos lugares mais visitados, e agora nesse final de semana, e o feriado da Independência na segunda-feira, culminou para um número alto de visitantes, o que gerou aglomeração e incomodo aos moradores do local”, falou Brito.

Apesar do retorno do turismo, Bruno Brito relembra que há uma pandemia e que os cuidados devem ser mantidos em relação ao coronavírus.

“É importante ressaltar que esse foi um dia atípico, e que a retomada das atividades turísticas já vem dando resultado positivo. Mas, temos que lembrar que estamos em pandemia e quem for se aventurar é preciso ter cuidados redobrados com a saúde neste momento”, ressaltou.

As recomendações e protocolos de segurança são fundamentais. Bruno, lembrou ainda que o órgão está fazendo a sua parte, fiscalizando e orientando os empresários, empreendedores e os turistas quanto as medidas de segurança para evitar a contaminação da Covid-19.

“Estamos orientando os empreendedores, todos os profissionais do setor turístico e as pessoas também para manter o distanciamento social. Esse ainda é o melhor efeito para que a população possa cuidar da sua saúde. Mesmo com toda a fiscalização que existe, nada é mais seguro do que as recomendações de saúde para evitar as aglomerações”, disse.

A responsabilidade e consciência são fundamentais neste momento. Aglomeração nem pensar! mesmo com os números de infectados e óbitos da covid-19 em queda, a doença ainda não tem cura e é uma realidade que precisa ser evitada.

Por Elivane Freitas

Bruna Cássia

Você também vai gostar de ler