Roraima realiza primeira captação de órgãos de 2020

 Roraima realiza primeira captação de órgãos de 2020

Captação é feita pela equipe médica. (Foto: Eides Antonelli)

Compartilhe nosso conteúdo

O cenário de controle da pandemia causada pelo Coronavírus, registrado nos últimos dias, proporciona ao Estado de Roraima um momento importante no que se refere à captação de órgãos. Neste fim de semana foi realizada a primeira captação de órgãos de 2020.

O procedimento foi assegurado graças ao trabalho integrado entre o Governo de Roraima, por meio da CET (Central Estadual de Transplantes), e a CNT (Central Nacional de Transplantes), que possibilitou a captação de dois rins e um fígado, por meio de equipe transplantadora do Rio de Janeiro, que foram disponibilizados para a rede nacional de transplantes.

A captação foi realizada no HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) pela equipe médica de Roraima e do Rio de Janeiro. De acordo com o médico Douglas Teixeira, coordenador da CET, Roraima foi um dos estados mais afetados pela pandemia e em um período muito curto de tempo, graças ao empenho da gestão, está sendo possível a retomada desse procedimento de grande complexidade.

Conforme o coordenador, a partir do momento em que houve a autorização da família, a equipe estadual concluiu a validação do doador e fez a oferta e para a equipe da Central Nacional, que identificou nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo receptores compatíveis e imediatamente iniciou a logística com apoio da FAB (Força Aérea Brasileira), que possibilitou a vinda a Roraima para a realização da captação.

“Entendemos que a Secretaria de Saúde está no caminho para retomar a normalidade no que se refere à captação de órgãos, um procedimento que envolve uma complexidade muito grande. Para nós é motivo de muita alegria perceber a preocupação da gestão em fortalecer o trabalho que está sendo feito atualmente no Estado, que tem contribuído para salvar vidas no nosso Brasil”, enfatizou o coordenador.

Para a cirurgiã Marcela Arruda, que integra a equipe médica do Rio de Janeiro, a oferta de órgãos pelo Estado de Roraima é fundamental para fortalecer a rede nacional de doação de órgãos.

“A gente fica muito feliz de ver que mais uma cidade está ofertando órgãos para o país, visto que a demanda é muito grande e sem fim, cada lugar que se predispõe em fazer a oferta ajuda a fortalecer o sistema como um todo, e muito a salvar mais vidas”, disse a médica.

Para o governador Antonio Denarium, a retomada da captação de órgãos em pouco tempo, diante das dificuldades causadas pela pandemia, comprova que o trabalho deu certo, incluindo a regularização do fluxo de trabalho para a oferta da captação de órgãos aos estados que têm a condição de realizar o transplante.

“Temos conseguido além de prestar o atendimento ao paciente, ampliar o serviço e possibilitar o auxílio para outros pacientes em outros estados e isso reflete o compromisso das ações executadas. A doação foi autorizada pela família, que entendeu ser uma forma de mostrar a generosidade de uma pessoa que em vida sempre foi muito solidária e preocupada em ajudar ao próximo. Vamos a partir de agora fortalecer essa experiência com o Sistema Único de Saúde de todo o País e avançar ainda mais e, assim, vamos ter certeza de que a sociedade está tendo uma saúde cada dia melhor”, afirmou o governador. 

Bruna Cássia

Você também vai gostar de ler