Dois prefeitos e dez vereadores indígenas são eleitos em Roraima

 Dois prefeitos e dez vereadores indígenas são eleitos em Roraima

Gedeão Silva (Rede) da etnia Macuxi foi eleito vereador em Uiramutã com 194 votos (Foto: Arquivo pessoal)

Compartilhe nosso conteúdo

A partir de janeiro de 2021, Normandia e Uiramutã, municípios da região Norte do Estado, serão administrados por prefeitos autodeclarados indígenas. 

No pleito deste ano, dois prefeitos indígenas conseguiram se eleger. Entre eles está Tuxaua Benisio (Rede), que recebeu 42,4% dos votos válidos, o equivalente a 2.066 votos no total, para a prefeitura do município de Uiramutã. 

Tuxaua Benisio, 52 anos, etnia Macuxi, agricultor, com ensino fundamental incompleto, é uma importante liderança da comunidade indígena Pedra Branca, onde reside, localizada na Terra Indígena Raposa Serra do Sol.

Ele derrotou o atual prefeito Manoel Araújo, popularmente conhecido como Dedel (PP), que ficou em segundo lugar com 34,4% dos votos válidos, o correspondente a 1.684 votos. 

Outro candidato autodeclarado indígena eleito prefeito em Roraima, Dr.Raposo (PSD), recebeu 1.463 votos válidos, 24,3% do total, para administrar o município de Normandia. 

Da etnia Macuxi, Dr. Raposo, 42 anos, é casado e formado no curso de Direito pela Faculdade Cathedral de Ensino Superior desde 2011. Ele reside na sede do município de Normandia. 

O candidato derrotou Jairo Araújo (MDB), ex-prefeito do município que ficou em segundo lugar com 23,3% dos votos válidos (1.408). O atual prefeito da cidade, Gute Brasil (PL), ficou em terceiro lugar com 20,3% dos votos (1225).

Com as vitórias de Tuxaua Benisio, em Uiramutã, e Dr. Raposo, em Normandia, prefeitos indígenas estarão no comando de dois dos três municípios que fazem da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, com exceção de Pacaraima.

VICE-PREFEITOS INDÍGENAS 

De acordo com apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), além dos dois prefeitos indígenas eleitos, Roraima também elegeu três vice-prefeitos autodeclarados indígenas em três municípios. É deles o comando em caso de ausência ou afastamento do gestor da cidade. 

Em Amajari, Ozeas Marques, (PSD), 52 anos, etnia Taurepang, foi eleito vice-prefeito de Núbia Lima (MDB). O candidato atualmente é aluno do curso de licenciatura em Pedagogia pelo Centro Universitário Claretiano. 

Por Bonfim, Mario Nicacio (Rede), 37 anos, da etnia Wapichana, foi eleito vice-prefeito de Joner Chagas (Republicanos). Ele já foi coordenador do Conselho Indígena de Roraima (CIR) e atualmente é vice-coordenador da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB). 

No município de Uiramutã, Professor Jeremias (PROS), 30 anos, foi eleito vice-prefeito de Tuxaua Benisio (Rede). O candidato é formado em Ciência Biológicas pela Universidade Claretiano e em Licenciatura Intercultural em Ciências da Natureza pela Universidade Federal de Roraima (UFRR). 

Vereadores

Dez indígenas foram eleitos vereadores em quatro municípios de Roraima neste domingo, 15. De acordo com os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o número de candidatos indígenas que tiveram sucesso nas urnas corresponde a 6,3% dos 157 parlamentares eleitos nos 15 municípios do estado. 

Uiramutã, município na região Norte de Roraima, lidera o ranking, com seis vereadores autodeclarados indígenas eleitos no pleito de 2020, o que corresponde a maioria das vagas na Câmara de Vereadores. Normandia aparece em seguida, com dois parlamentares indígenas eleitos. Bonfim e Amajari elegeram um vereador indígena cada. 

Os vereadores eleitos estão distribuídos em sete partidos, da seguinte forma: Republicanos (2), PROS (2), Cidadania (2), Solidariedade (1), PSD (1), PP (1) e Rede (1). 

Gedeão Silva, 30 anos, etnia Macuxi, do partido Rede Sustentabilidade, foi eleito vereador no município de Uiramutã com 194 votos. Ele reside na comunidade indígena Caparaparú, localizada na Terra Indígena Raposa Serra do Sol e atua como coordenador pedagógico na rede estadual de ensino. 

Ele conta que a falta de recursos foi um dos principais desafios na campanha eleitoral, mas que com o apoio das lideranças das comunidades indígenas conseguiu superar essa dificuldade e se eleger vereador.

“Agradeço muito as pessoas que deram esse voto de confiança para nossa campanha. Passamos por muitas dificuldades com falta de recursos para transporte e logística, mas graças ao apoio das lideranças, dos jovens e dos nossos Tuxauas nós conseguimos ganhar a eleição”, relatou. 

Para Gedeão, a vitória é uma oportunidade para fazer uma política mais participativa que conte com a colaboração das comunidades indígenas. “Queremos fazer parte de uma política com transparência, responsabilidade e com apoio da base”, concluiu. 

NÚMEROS: 

Conforme dados do TSE, Roraima registrou 148 candidaturas de indígenas nas Eleições Municipais de 2020. O número representa 7,9% do total de candidaturas registradas pela Justiça Eleitoral em todo o estado, que somam 1.875. 

Do total de candidatos autodeclarados indígenas esse ano, três concorreram como prefeitos, 10 como vice-prefeitos e 135 como vereadores. 

Colaboração do jornalista Bryan Araújo

Bruna Cássia

A jornalista Bruna Cássia integra a Redação da Rádio Difusora de Roraima - AM 590

Você também vai gostar de ler

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x