Ministério de Minas e Energia garante a RR reposição de transformador cedido para o Amapá

Em uma reunião realizada nesta terça-feira, 15, no Ministério das Minas e Energia, o ministro Bento Albuquerque garantiu ao governador Antonio Denarium e ao coordenador da bancada federal, deputado Hiran Gonçalves (Progressistas), que a intenção é repor o transformador cedido ao Amapá o mais rápido possível, sendo uma utilização temporária em Macapá e que não trará nenhum impacto no atendimento à população de Roraima.

O ministro das Minas e Energia também assegurou que obras do Linhão de Tucuruí deverão ser iniciadas em 2021. “Para uma solução definitiva, estamos avançando com o Linhão de Manaus para Boa Vista. Mesmo durante a pandemia continuamos trabalhando para, em breve, contarmos com a licença de instalação e o início das obras do tão aguardado linhão para Roraima”, afirmou.

A reunião foi motivada pela decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de autorizar o envio, no início de dezembro, de um transformador de Roraima para o Amapá, que sofreu com um apagão por três semanas. Além do governador Antonio Denarium e do coordenador da bancada, deputado Hiran Gonçalves, participaram da reunião o senador Mecias de Jesus (Republicanos/RR) e o deputado Nicoletti (PSL/RR).

De acordo com Hiran Gonçalves, foi esclarecido ao ministro Bento Albuquerque que o transformador fazia o rebaixamento da estação de energia que vinha de Guri para Boa Vista e, mesmo não estando em uso é importante para o caso de necessidade imediata. “A nossa rede ela está em baixa tensão. Mas, esse transformador será importante para fazer rebaixamento de energia quando inaugurarmos a Usina de Jaguatirica 2, termoelétrica movida a gás natural, e também o Linhão de Tucuruí”, explicou.

Segundo o parlamentar, o governador Denarium e a bancada federal tiveram o compromisso do ministro Bento Albuquerque que vamos recompor o transformador para que quando Jaguatirica for inaugurada, o transformador já vai estar lá para que Jaguatirica 2 entre em teste e esse transformador seja utilizado para fazer o rebaixamento de energia”. O deputado Hiran lembrou ainda que, em decorrência desse episódio, não houve nenhum problema com o sistema de distribuição de energia elétrica de Roraima.

Na avaliação do ministro Bento Albuquerque, todo o procedimento de remanejamento do transformador de Boa Vista para Macapá foi feito dentro da maior lisura e transparência.

“O transformador transportador de Roraima para o Amapá se encontrava desligado e sem utilidade para o atendimento aos consumidores. Portanto, a utilização temporária do transformador em Macapá não trará nenhum impacto no atendimento à população de Roraima. No momento em que a subestação de Boa Vista tiver necessidade novamente dos transformadores em operação, ou seja, quando os geradores contratados no leilão realizado em 2019 estiverem construídos, a subestação já estará com o transformador de volta e pronta para garantir o atendimento aos consumidores com toda a segurança”, esclareceu.

Na visão do governador Antonio Denarium, há muito com o que se preocupar tendo em vista o que aconteceu no estado do Amapá. “Procuramos o Ministério de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que nos garantiu que não haverá nenhum tipo de racionamento e falta de energia elétrica no estado de Roraima”, disse.

Por sua vez, o senador Mecias de Jesus assinalou que ficou tudo muito bem explicado sobre a ida do transformador de Roraima, que não está em uso há mais de um ano, para o Amapá. Em outro ponto, segundo ele, foram dadas informações sobre o Linhão de Tucuruí e o ministro Albuquerque garantiu que Roraima não terá nenhum problema nesse período. E se por acaso tiver, existem soluções rápidas para contornar o problema.

“A nossa esperança, e que nos enche de orgulho, é saber que o ministro Albuquerque disse que garante que ainda em 2021 iniciará as obras do Linhão de Tucuruí, que é o grande sonho de todos nós”.

Da assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.