Justiça Eleitoral inicia procedimento de carga e lacre das urnas eletrônicas dia 3 de outubro

 Justiça Eleitoral inicia procedimento de carga e lacre das urnas eletrônicas dia 3 de outubro

Imagem ilustrativa (Foto: divulgação)

Compartilhe nosso conteúdo

O procedimento de carga e lacre das 1.346 urnas eletrônicas disponibilizadas para as Eleições Municipais de 2020 será realizado a partir desta terça-feira. Nos dias 3 e 4 de novembro, ocorrerá a carga e lacre das urnas eletrônicas de todas as zonas eleitorais do interior (2ª, 3ª, 4ª, 6ª, 7ª e 8ª). Já as zonas eleitorais da capital passarão pelo procedimento nos dias 5 e 6 de novembro.

As atividades começam sempre a partir das 9 horas, no subsolo do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR), e podem ser acompanhadas por representantes de partidos, coligações, Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil de Roraima, imprensa e o público interessado. Neste pleito, 342.651 eleitores estão aptos a votar nas 1.111 seções eleitorais existentes, distribuídas em 309 locais de votação, em oito zonas eleitorais que abrangem os 15 municípios do Estado.

De acordo com o secretário de tecnologia da informação do TRE-RR, Paulo Cézar Rodrigues, na última quinta-feira (29/10), foi realizada a geração de mídias, que consiste em armazenar nos flashs cards (cartões de memórias) os sistemas de dados dos eleitores e também dos candidatos por meio da geração de tabelas que incluem o nome do candidato, partido, foto, cargo, número, seção e lista de eleitores com nome, número do título e dados biométricos.

“Após gerar as mídias, é feito o procedimento de carga, que significa transferir para as urnas os dados inseridos nos cartões de memória. As memórias de votação ficam em compartimento lacrado na urna e guardam as informações da votação. Por fim, a memória de resultado é aquela na qual, após o fechamento da seção, é gravado o resultado da votação e enviado para a totalização”. 

A juíza eleitoral Graciete Sotto Mayor é a presidente da Comissão responsável pelos atos preparatórios que antecedem as Eleições. Ela ressaltou a importância dessa fase para o processo eleitoral. “Os técnicos da Justiça Eleitoral executam todos os procedimentos com atenção redobrada. É um serviço criterioso e de fundamental importância, onde não pode haver erros. O número da seção, a data e hora devem ser informados corretamente à urna eletrônica para que não ocorram imprevistos no decorrer da eleição”, disse.

Além disso, a magistrada lembra que diferentemente das eleições gerais, a mídia nas eleições municipais é uma só. “Cada município gera uma mídia diferente, então o cuidado tem que ser redobrado”, alertou Graciete Sotto Mayor.

O processo marca o fechamento do sistema de registro de candidaturas, que a partir de agora não pode mais ser modificado. Segundo a legislação, irão para as urnas candidatos com os registros deferidos e também os indeferidos com recurso, pois até a decisão final do processo, estes ainda estão aptos a fazer campanha.

Segundo dados da Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE-RR, serão inseridos nas urnas eletrônicas as informações das candidaturas consideradas aptas para concorrer ao pleito. São 66 candidatos ao cargo de prefeito(a) e 1.747 candidatos ao cargo de vereador(a)

Do TRE-RR

Bruna Cássia

A jornalista Bruna Cássia integra a Redação da Rádio Difusora de Roraima - AM 590

Você também vai gostar de ler

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x