Polícia Civil terá Distrito de Repressão a Crimes Cibernéticos em Roraima

  • Segurança

O Governo de Roraima por meio da Delegacia Geral de Polícia estuda a implantação do DERCC (Distrito Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos), criado no dia 03, por meio do Decreto 29.637-E, pelo governador Antonio Denarium.

O Distrito foi instituído devido à necessidade latente de se implantar uma política de repressão aos crimes cibernéticos, ante a diversificação dos meios utilizados para cometimento de crimes que causam danos irreparáveis à sociedade e ao Estado.

De acordo com informações prestadas pelo delegado Geral, Herbert de Amorim Cardoso, no decorrer deste ano foram disponibilizados cursos para que policiais se especializassem e aprimorassem o conhecimento em relação a ferramentas atuais para o combate aos crimes cibernéticos. 

“Estes crimes já vinham sendo investigados em Roraima, pelo Núcleo de Inteligência da Polícia Civil, que dará um suporte na implantação do DERCC. Já temos inclusive a relação dos policiais que vinham se preparando e trabalhando nesta área e que vão compor a equipe da nova Delegacia”, destacou Cardoso.

No Brasil, a Lei Federal 12.735, de 30 de novembro de 2012, dispõe sobre a tipificação criminal de delitos informáticos e altera o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal.

Com o avanço tecnológico, em todo o país aumentou os números de crimes praticados por meios cibernéticos. Para o governador Antonio Denarium, existe a premência de se criar uma unidade administrativa na estrutura da Polícia Civil de Roraima, capaz de oferecer um combate efetivo a delitos graves cometidos por meio da internet.

Segundo o governador, há a exigência de sempre aperfeiçoar a prestação do serviço público policial civil com escopo de aumentar a sua eficiência.

Da assessoria

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.