Falta remédios de intubação em 18 estados, alertam governadores

  • Brasil

Ao menos 18 estados estão com problemas de abastecimento de remédios utilizados para intubação e UTIs. O alerta é do presidente do Fórum dos governadores, o governador Wellington Dias. Os representantes do Fórum enviaram um ofício ao Ministério da Saúde e ao Presidente da República solicitando ajuda para resolver a situação. De acordo com o documento, 11 medicamentos utilizados na intubação estariam em falta ou em baixa cobertura.

Há previsão de que os insumos terminem no máximo 20 dias, em 10 estados. Já os bloqueadores neuromusculares estariam em falta ou com previsão de acabar em 20 dias, em pelo menos 18 estados. O Secretário-Executivo do Conass, Carlos Lula, destacou a necessidade urgente de o Ministério da Saúde comprar esses medicamentos no exterior, para a normalização no abastecimento no país.

Os governadores pediram, além de monitoramento contínuo da situação dos estoques de remédios, que seja feita uma compra emergencial e contínua no período de 30 dias. Solicitaram ainda o estabelecimento de uma conduta nacional para que cirurgias eletivas sejam adiadas por no mínimo 60 dias nos hospitais públicos e privados. 

Em nota, o Ministério da Saúde informou que, até o momento, 24 estados e o Distrito Federal encaminharam informações sobre o consumo médio mensal de remédios de intubação. E é com base nesses dados que o ministério faz a distribuição dos insumos. Acrescentou que na quarta-feira, foram requisitados mais de 665 mil medicamentos de intubação, suficientes para 15 dias. Isso sem contar com as compras já realizadas pelos estados.

Ouça a matéria de Nelson Lin

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.