Governo entrega passagens para atletas competirem fora do Estado

  • Geral

O programa “Mais Esporte, Mais Cidadania”, uma iniciativa do Governo do Estado coordenada pela Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), entregou 19 passagens para atletas roraimenses que vão participar de competições fora do Estado. Desde o lançamento do programa, em julho deste ano, mais de 60 atletas já foram contemplados.

“Há anos que não existia incentivo para os nossos atletas, mas na nossa gestão isso mudou. É o Governo do Estado valorizando e estimulando os atletas de Roraima em campeonatos nacionais e regionais. A prova de que isso tem dado certo é que vários atletas roraimenses já representaram Roraima e voltaram com medalhas no peito”, comemorou o governador Antonio Denarium.

A coordenadora de Políticas Públicas para o Esporte da Setrabes, Carol Maduro, explicou que o incentivo aos atletas com a emissão de passagens áreas faz parte do Compete Roraima.

“O Mais Esporte, Mais Cidadania não trabalha apenas com a emissão de passagens para atletas competirem fora do Estado, esta é apenas uma das vertentes que demos o nome de Compete Roraima. Nosso objetivo é dar condições para que o treinador possa planejar o trabalho e inserir o nome de Roraima no cenário desportivo nacional”, detalhou.

Ao todo, foram entregues 19 passagens, incluindo atletas e treinadores. Na modalidade de boxe são três atletas que vão disputar o Campeonato Brasileiro de Boxe em Cuiabá. Na ginástica rítmica, 13 atletas vão participar do Torneio Nacional em Porto Alegre. Por fim, uma única atleta de jiu-jitsu vai participar de uma competição infantil no Rio de Janeiro.

Para o atleta de boxe Ítalo Mateus, de 16 anos, a passagem é uma conquista. “É muito importante esse apoio, as passagens estavam muito caras e se não fosse esse incentivo correríamos o risco de não participar dessa competição. Estou muito contente que deu tudo certo”, disse.

O treinador de Ítalo e representante da Federação Roraima Boxe, Ronaldo Silva, parabenizou o Estado pela iniciativa. “É muito importante esse apoio, a passagem é fundamental. Nós passamos quatro anos treinando um atleta que no dia da competição acaba não conseguindo. Todo ano a gente vai, mas muitas vezes deixamos metade dos atletas e com esse apoio do Governo, essa realidade já está mudando”, declarou.

Escrito por Isaque Santiago