Governo entrega 115 títulos urbanos para moradores de cinco bairros da Capital

Em mais uma ação do programa de regularização fundiária Aqui Tem do Dono, o Governo do Estado entregou na tarde desta quarta-feira, dia 10, na Casa do Cidadão, no bairro Senador Hélio Campos, 115 títulos urbanos definitivos para moradores de cinco bairros de Boa Vista.

Foram beneficiados moradores dos bairros Senador Hélio Campos, Silvio Botelho, Cidade Satélite, Santa Luzia e Equatorial.

O governador Antonio Denarium ressaltou que este é o maior programa de regularização fundiária da história de Roraima.

“Desde o início da atual gestão entregamos mais de 800 títulos definitivos somente em Boa Vista. Semana passada, entregamos lá no Conjunto Cabos e Soldados, 212 títulos definitivos. Já passamos pelo Caçari, Mecejana, Pricumã, Cambará, entre outros. É um direito do cidadão ter segurança jurídica com a regularização fundiária e é isso que o Governo do Estado está fazendo, valorizando toda a população”, destacou o governador.

O presidente do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), Márcio Grangeiro, ressaltou que muitos moradores esperavam há mais de 20 anos pelos título. “Pessoas que moram nesses imóveis há 10, 15, 20 anos e nunca tiveram acesso a um documento e, hoje, estão tendo essa oportunidade, que permite que eles façam melhorias nas residências”, pontuou.

Uma das beneficiadas com o título definitivo foi a professora Natalina Vieira, moradora do bairro Senador Hélio Campos. “Ter esse documento em mãos é uma conquista, pois a gente trabalha tanto e a gente precisa de um lugar para morar. Esse meu título de hoje alegra muito o meu coração”, disse emocionada.

Para Beatriz Cunha, também moradora do bairro Senador Hélio Campos, o título definitivo significa o fim de 17 anos de espera. “Estou muito alegre, finalmente sou dona de fato do meu terreno. Agora, minha casinha vale mais, pois tenho documento que prova que ela é minha. Fico muito agradecida e espero que outras pessoas possam sentir o mesmo”, disse.

 

Escrito por Isaque Santiago